SMARTFENCE

Image
Os ataques lógicos e black box são ameaças globais em todo o setor de ATMs. Independentemente do modus operandi usado pelo criminoso, todas as marcas e modelos de ATMs estão potencialmente em risco. O modus operandi múltiplo já foi usado por criminosos em muitos países e com sucesso e, embora já existam várias soluções de proteção disponíveis no mercado hoje, todas elas tendem a ser muito caras de implementar e, o mais importante, não protegem contra todos esse tipo de ataques. Eliminare a possibilidade de operar o módulo de tratamento de dinheiro de forma não autorizada representa o modo de prevenção mais eficaz que sacar dinheiro do caixa eletrônico sem acessar o cofre do caixa eletrônico. O SmartFence é uma tecnologia revolucionária com uma abordagem inovadora para o problema.
 
INTEGRAÇÃO SMARTFENCE
O SmartFence pode funcionar de forma autónoma ou pode ser perfeitamente integrado com a tecnologia Smartstain, se o ATM já possui um sistema Smartstain.
Image
 
FÁCIL DE IMPLEMENTAR
O SmartFence pode ser facilmente implementado na maioria dos modelos de ATM disponíveis no mercado.

ANTI SABOTAGEM
SmartFence é instalado dentro do cofre, próximo do módulo manipulador de dinheiro. O SmartFence é completamente autónomo, não requer conexões externas e é imune a ataques aos ATM. 
 

CONNECTIVIDADE COM O ON-SMART
O SmartFence pode ser facilmente conectado com o ON-Smart, permitindo a monitorização online completa  e notificações, através de comunicações 3G/4G GPRS.

EFICAZ PARA TODOS OS TIPOS DE ATAQUES                                                                              Seja um ataque de intrusão de software, online ou offline, de rede ou de hardware externo, o SmartFence detectará efetivamente atividades suspeitas do módulo do ATM, impedindo a manipulação não autorizada do ATM.

SMARTFENCE PROTECTS THE ATM AGAINST:


MALWARE NA REDE (ONLINE)
Os criminosos são capazes de injetar software malicioso, como malware, no PC ATM através da rede. O malware pode interceptar as comunicações entre o ATM e o host e, dessa forma, capturar informações ou causar a distribuição não autorizada de dinheiro da máquina.

 

 

MALWARE INSTALADO NO ATM (OFFLINE) Malware inserido através de dispositivos removíveis (por exemplo, DVD, CD ou USB) ou através da conexão de um notebook ou de outros dispositivos eletrónicos (conforme descrito acima), no ATM e depois reiniciando a máquina.

O ATM será iniciado no dispositivo removível ou começará a executar o software injetado para copiar o malware para o disco rígido do ATM, sendo posteriormente reiniciado. No entanto, o ATM estará agora infectado com malware no disco rígido e pode ser ativado para fazer com que o CHM distribua dinheiro a pedido do criminoso.

A diferença entre os ataques lógicos em comparação com ataques físicos é que os ataques lógicos podem ser muito mais precisos, pois os criminosos têm a certeza do resultado do ataque, enquanto os ataques físicos podem ser menos bem-sucedidos, pois o hardware e os materiais reagem de maneira diferente.

 

BLACK BOX                                                    Os criminosos obtêm acesso às comunicações do Módulo de Manuseio de Dinheiro (CHM) da máquina dentro do terminal. Dessa forma são capazes de ignorar o PC do ATM e conectar um dispositivo eletrónico inteligente diretamente ao CHM. Os criminosos podem enviar comandos não autorizados para distribuir dinheiro dessa máquina.

Vemos diferentes formas de obter acesso ao CHM, fazendo furos na fáscia do ATM ou tendo acesso ao compartimento superior do ATM, onde o PC está alojado. 


ASSOCIAÇÕES


Image Image Image Image Image

CERTIFICAÇÕES E CONFORMIDADES


Image Image Image Image Image Image